carranca@carranca.com.br
+55 11 94346-2969

Home office não é bagunça!

Estamos em tempos de isolamento social e a maioria dos trabalhadores está sendo obrigada a fazer o tal “home office”.

A chegada do corona vírus ao Brasil, o avanço da contaminação, a necessidade de contenção da curva para evitar o colapso da saúde e a preservação dos grupos de risco, forçou uma grande parcela da população economicamente ativa a trabalhar de casa.

Para muitos (como eu) home office é nativo, não faz diferença – por muitos anos a Carranca foi na edícula da minha casa. Há 2 anos estamos no melhor coworking da zona norte, o Terraço 87! Eu adoro estar lá pelo que o ambiente nos proporciona (assunto para outro post), mas dessa vez precisei colocar toda a equipe em home office, e alinhar os trabalhos.

Home Office não é bagunça! É preciso disciplina!

Uma das coisas que eu sempre ouvi quando optei por trabalhar em casa era que meu dia era mais sossegado… ledo engano!

Quem trabalha em casa precisa de disciplina. Precisa de horário para começar, almoçar e encerrar as atividades.

Estar em casa não é estar à toa e a rotina pode ficar bem mais cheia, especialmente na situação atual, porque tem filhos para ajudar a estudar e alimentar durante o dia, conflitos pequenos, distrações que não existem num dia normal de trabalho fora de casa.

Vamos às 4 dicas que julgo as mais importantes para esse momento!

Dica 1: Crie processos de trabalho para o seu cérebro

Quando você trabalha em um escritório, a rotina diária de preparação e deslocamento ajuda o cérebro a se condicionar para as tarefas do dia. Se exercitar, ler notícias ou fazer café são alguns processos da rotina que apontam para “o dia começou”. E mesmo em casa, pense em criar processos para incorporar a responsabilidade do trabalho na sua jornada remota.

Se você consegue ser produtivo em qualquer lugar, ótimo. Mas se apresenta dificuldades, eleger um espaço de trabalho na sua casa pode ser uma boa saída. Seja uma sala isolada, uma mesa totalmente equipada ou mesmo parte da mesa da cozinha, a ideia é que esse espaço transmita ao seu cérebro que você está em um local que não interfira na sua produtividade e nem gere distrações.

Sobre distrações: elas são um dos maiores desafios no trabalho remoto. Para manter seu cérebro motivado, evite se dedicar a atividades que não estão relacionadas à sua rotina de trabalho. Por exemplo, separe um horário para lavar a roupa em vez de parar de fazer a apresentação que você está finalizando para estender roupa.

Dica 2: Mantenha-se motivado com uma lista de tarefas

Uma simples lista de tarefas pode fazer milagres. Com ela você pode se manter mais organizado, motivado e produtivo enquanto trabalha em casa. Ao criar a sua lista, pense em grandes objetivos de longo prazo (concluir um projeto) e nos de curto prazo (concluir tarefas que levam você até o grande objetivo). Trabalhar diariamente é muito mais viável do que cumprir uma grande tarefa de uma só vez. Por isso, pense em estabelecer metas menores, permitindo que você visualize o quanto está progredindo. Ao longo do dia, elas também ajudam a fornecer um reforço positivo.

Em vez de tê-la apenas na sua cabeça, escreva ou digite a sua lista. Assim, você não precisará se esforçar para lembrar constantemente do que precisa ser feito, além de ter o prazer de riscar as tarefas concluídas — isso pode ajudá-lo a se manter motivado.

Dica 3: Estabeleça prazos para tudo

O trabalho remoto exige prazos tão sérios quanto os estipulados no escritório. Isso não significa que o seu dia deve ser preenchido inteiramente por obrigações relacionadas ao trabalho, afinal é importante fazer intervalos para um descanso físico, mental e emocional. Ainda assim, não se esqueça de incluir na sua agenda atividades que não estão relacionadas ao trabalho.

Ao criar sua agenda, leve em consideração outros compromissos da sua vida e estabeleça uma rotina para que eles sejam incluídos também. Se você tem um filho, incorpore os cuidados com ele em sua programação. Se você pratica esportes ou faz trabalho voluntário, agende um horário para realizar essas atividades antes e depois do trabalho.

Depois de definir as tarefas do dia, crie um calendário compartilhado visível para os seus colegas de trabalho. Dessa forma, eles saberão quando você está disponível (ou não) para o trabalho e para os compromissos pessoais. Outra boa ideia é garantir que amigos e familiares entendam sua agenda e a respeitem. Defina limites e expectativas, informando — sempre que necessário — que trabalhar remotamente não significa que você está livre o tempo todo.

Dica 4: Crie um fluxo de colaboração

Trabalhar de forma remota pode parecer uma experiência solitária, mas na verdade costuma envolver muita colaboração com seus colegas de trabalho. Seja participando de videochamadas com sua equipe ou com parceiros externos, tomando decisões, determinando tarefas para outras pessoas e mesmo na hora dos feedbacks, trabalhar em casa não exclui interação. Por isso, é importante determinar um fluxo de colaboração enquanto você trabalha remotamente.

Fonte: Think with Google

Tags: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *